Cortes e Tipos de Massa

03 Fevereiro , às 14h47 | Curiosidades |

Spaghetti, penne e fettuccine provavelmente são formatos de massa que você reconhece bem.

Massas curtas

Conchiglioni: forma de conchas, geralmente recheada com molhos de queijo ou agridoce.

Farfalloni: um dos cortes mais tradicionais da Itália, possui formato de gravata borboleta e é indicado para saladas e molhos leves. Aquelas em tamanho menor chamam farfalline.

Fusilli: em forma de parafuso, ótima com molhos espessos e de tomate.

Granfusilli: um parafuso maior, mas com espessura mais delicada, ideal para reter molhos ou temperos.

Orecchiete: é o tradicional corte de Bari, no sul da Itália, uma orelha de macarrão; vai bem com molhos fortes e condimentados.

Penne Rigate: em formato de tubos, com ranhuras, ideal para molhos à base de verduras e legumes.

Pennine: um penne tamanho P, ideal quando o formato da refeição é finger food.

Pennoni: um penne tamanho G, com ranhuras que retêm o molho.

Rigatoni: em forma de tubo grosso, ideal para consumo com queijo.

 

Massas longas

Capellini: longa e fina, possui menos da metade do volume das outras massas longas como spaghetti. Pode ser usada em sopas, paella e molhos mais sofisticados.

Fettuccine Nidi: fitas longas, mais estreitas que o tagliatelle, e enroladas em ninhos.

Fettuccine: fitas longas, mais estreitas que o tagliatelle, para molhos cremosos e delicados.

Linguine: formato estreito e chato. Ótimo para molhos a base de tomate e manjericão ou o famoso alho e óleo.

Pappardelle: fitas mais largas que a rustiche, mas também com espessura fina.

Rustiche: fitas longas com espessura mais fina, ideal para reter todos os tipos de molho.

Spaghetti Ristorante: mais espessa, adere melhor ao molho. Aceita de forma espetacular a técnica do pré-cozimento.

Tagliatelle: fitas longas, ideal para molhos tradicionais, feitos com carne, ou mais leves, com peixe.

Tagliatelli Nidi: fitas longas enrolada em ninhos.